blog de
D. Betrand
de Orleans e Bragança
Publicações
Busca
Receba um aviso a cada nova publicação.

Perfil
D. Bertrand de Orleans e Bragança

O Príncipe Dom Bertrand de Orleans e Bragança é trineto de Dom Pedro II e bisneto da Princesa Isabel, a Redentora.
É advogado formado pela Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, da USP. Coordenador e porta-voz do movimento   Paz no Campo, percorre o Brasil fazendo conferências para produtores rurais e empresários, em defesa da propriedade privada e da livre iniciativa. Alerta para os efeitos deletérios da Reforma Agrária e dos movimentos ditos sociais, que querem afastar o Brasil dos rumos benditos da Civilização Cristã, que seus antepassados tanto ajudaram a construir no País, hoje assolado por uma revolução cultural de carater socialista.

D. Bertrand responde no YouTube.
  1. Sobre Paz no Campo
  2. Sobre o MST
  3. Sobre os Quilombolas
  4. Sobre raça negra e escravatura
  5. Sobre o MST e o poder
  6. Sobre invasões do MST
  7. Sobre Reforma Agrária

Prof. Molion: o aquecimento global e as falcatruas em torno dele

sábado, 15 de dezembro de 2018

Prof. Molion: o aquecimento global e as falcatruas em torno dele


❖ SÁBADO, 15 DE DEZEMBRO DE 2018POSTAGEM:1429

Prof. Molion: o aquecimento global e as falcatruas em torno dele

Posted: 08 Dec 2018 11:30 PM PST

Prof. Luiz Carlos Baldicero Molion, a mais autorizada voz brasileira em climatologia
Prof. Luiz Carlos Baldicero Molion, a mais autorizada voz brasileira em climatologia
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs






















continuação do post anterior: Prof. Molion: absurdo atribuir ao homem o aquecimento climático



Catolicismo - O Sr. crê na ideia de que a aplicação do Protocolo de Kyoto produz efeitos no clima da Terra?

Prof. Molion - Sob o ponto de vista de efeito estufa e de aquecimento global, o Protocolo de Kyoto é inútil, assim como o serão quaisquer tentativas de reduzir as concentrações de carbono na atmosfera para 'combater o efeito estufa'. 

Nele é proposta uma redução de 5,2% das emissões, comparadas aos níveis dos anos 1990. Estamos falando de cerca de 0,3 bilhões de toneladas de carbono por ano (GtC/a).

Para se ter uma ideia, estima-se que os fluxos naturais entre os oceanos, solos e vegetação somem cerca de 200 GtC/a. O grau de imprecisão admitido nessas estimativas, perfeitamente aceitável, é de 20%.

Isso representa um total de 40 GtC/a para cima ou para baixo (80 GtC/a), 13 vezes mais do que o homem coloca na atmosfera e 270 vezes a redução proposta por Kyoto.

Catolicismo - Atualmente não se fala mais da camada de ozônio. O que ocorreu?

Prof. Molion - Com a minha idade e conhecimento dessa área, já vi ocorrer num passado próximo algo muito semelhante, utilizando exatamente a mesma 'receita': a eliminação dos compostos de clorofluorcarbono-CFCs (Protocolo de Montreal), sob a alegação de destruírem a camada de ozônio.

Estado do buraco de ozônio em 3.12.2018. Fonte: NASA
Estado do buraco de ozônio em 3.12.2018. Fonte: NASA
Em minha opinião, foi uma grande farsa, um grande golpe econômico para que as indústrias detentoras de patentes dos substitutos -- que têm suas matrizes no G7, e lá pagam impostos sobre seus lucros - explorassem os países em desenvolvimento, particularmente os tropicais (Brasil, Índia...) que precisam de refrigeração a baixo custo..

Sabe-se que a concentração de ozônio depende da atividade solar, mais especificamente da produção de radiação ultravioleta (UV). Ou seja, o ozônio não filtra a UV, e sim a UV é consumida, retirada do fluxo solar para a formação do ozônio.

O sol tem um ciclo de 90 anos. Esteve num mínimo desse ciclo nas primeiras duas décadas do século XX e apresentou um máximo em 1957/58, Ano Geofísico Internacional, quando a rede de medição das concentrações de ozônio se expandiu e os dados de ozônio passaram a ser amplamente coletados e disseminados.

A partir dos anos 1960 a atividade solar (UV) começou a diminuir, e a camada de ozônio teve suas concentrações reduzidas paulatinamente.  

O sol está iniciando um novo mínimo do ciclo de 90 anos, e estará com atividade baixa nos próximos 22 anos, até por volta de 2035. 

O CO2 é indispensável no ponto de partida da produção alimentar. Sem, ele não só os vegetais, mas os animais e os homens morreriam de fome. E a terra viraria um deserto sem vida.
O CO2 é indispensável no ponto de partida da produção alimentar.
Sem, ele não só os vegetais, mas os animais e os homens morreriam de fome.
E a terra viraria um deserto sem vida. Foto: soja.
Nesse período a camada de ozônio atingirá seus valores mínimos desde que começou a ser monitorada. Mas, como os CFCs já foram praticamente eliminados, e a exploração econômica já foi resolvida, não se fala mais sobre o assunto.

Em princípio, o sol só voltará a um máximo, semelhante ao dos anos 1960, por volta do ano 2050. Só aí, possivelmente, é que a camada de ozônio venha atingir os mesmos níveis dos anos 1950/60.

O aquecimento global antropogênico segue a mesma 'receita' que eliminou os CFCs. Esses gases estáveis, não tóxicos e não-corrosivos, tinham um terrível 'defeito': não pagavam mais direitos de propriedade ('royalties').

Hoje se vê claramente quem foram os beneficiados por tal falcatrua. Os do aquecimento global antropogênico ainda não são óbvios, mas a História dirá!

Catolicismo - O que pode ser feito para o meio ambiente?

Prof. Molion - Usar os Mecanismos de Desenvolvimento Limpo (MDL): atividades humanas que reduzam a poluição (note: poluição, e não CO2!) do ar, das águas e dos solos, reflorestamento de áreas degradadas. São medidas sempre muito bem-vindas, e devem ser apoiadas.

É importante não confundir conservação ambiental com mudanças climáticas. Aqueça ou esfrie, temos de conservar o ambiente.

Boatos ambientalistas: aquecimento global aumentaria epidemias espalhadas por mosquitos.
Boatos ambientalistas: aquecimento global aumentaria epidemias espalhadas por mosquitos.
Catolicismo - A elevada concentração na atmosfera de CO2 e outros gases que supostamente causam o efeito estufa não interferem na saúde humana?

Prof. Molion - O principal gás de efeito estufa, se é que esse efeito existe, é o vapor d'água (água na forma de gás). Em alguns lugares e ocasiões sua concentração chega a ser 100 vezes superior à do CO2.

Este, por sua vez, é um gás natural, é o gás da vida. Na hipótese, altamente improvável, de eliminarmos o CO2 da atmosfera, a vida cessaria na Terra.

O homem e os outros animais alimentam-se das plantas. Eles não produzem os alimentos que consomem. São as plantas que o fazem, por meio da fotossíntese, absorvendo CO2 e produzindo amidos, açúcares e fibras.

Outros gases, como metano e óxidos de nitrogênio, estão presentes em concentrações muito baixas, que não causam problemas.

Fala-se muito que o aumento da temperatura global provocaria ipso facto uma proliferação do número de doenças que dependem de mosquitos como vetores (febre amarela, malária, dengue, por exemplo).

Prof. Molion: o CO2 é o gás da vida
Prof. Molion: o CO2 é o gás da vida
Convém lembrar que a malária matou milhares de pessoas na Sibéria nos anos 1920, um período muito frio, e que já foi encontrado Aedes aegypti vivendo a -15°C (abaixo de zero).

Esses mosquitos continuam matando seres humanos e já sobreviveram a climas mais quentes e mais frios.

Portanto, o problema seria mais de saneamento básico do que de clima.

Entretanto, todo esforço que se fizer para diminuir a poluição do ar, águas e solos será muito benéfico para a humanidade.

A propósito, as concentrações de metano se estabilizaram nos últimos 20 anos, embora continuem a se expandir as atividades agropecuárias, como orizicultura e pecuária ruminante.

Catolicismo - Essa questão do metano está sendo muito falada.

A pressão ambientalista aponta a pecuária e o desmatamento como os principais vilões no Brasil.

Ambientalistas holandeses chegam a apresentar o desenho de um boi poluindo mais que quatro veículos...

Prof. Luiz Carlos Molion , Palestra na 61ª Reunião Anual da SBPC. Foto Antonio Cruz-ABr

Prof. Molion - O metano é resultante da fermentação anaeróbia da matéria orgânica (vegetal e animal).

Arrozais, animais ruminantes e cupins são produtores de metano.

Ambientalistas falam contra a pecuária, mas parecem não entender nada sobre ela
Ambientalistas falam contra a pecuária, mas parecem não entender nada sobre ela
Também o são as áreas com vegetação alagadas periodicamente (como os milhares de hectares das várzeas amazônicas).

Entretanto, apesar de as áreas cultivadas com arroz terem aumentado e os ruminantes estarem crescendo à taxa de 17 milhões de animais por ano (o Brasil já passou de 200 milhões de cabeças), a concentração de metano se estabilizou, segundo as medições da rede da NOAA (Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera, irmã da NASA, USA), e tem mostrado taxas anuais negativas (ou seja, decréscimo de concentração).

Ninguém sabe o porquê disso, nem mesmo o maior especialista em metano, Aslam Khalil, da Universidade Estadual de Portland (EUA).  

Os nossos rizicultores e pecuaristas podem, portanto, respirar aliviados, pois não têm culpa alguma.

Em minha opinião, o metano chegou à concentração de saturação nas condições de temperatura e pressão atmosférica atuais.

O metano adicional (já que as fontes continuam aumentando) que vem sendo lançado na atmosfera está sendo absorvido, muito provavelmente pelos oceanos.

O sol é o que determina o aquecimento maior ou menor da Terra.
O sol é o que determina o aquecimento maior ou menor da Terra.
Mais uma evidência de que as atividades humanas não alteram nem a concentração atmosférica dos chamados gases de efeito estufa nem o clima (ou temperatura) do planeta. Ao contrário, sua concentração é dependente da temperatura.

Como o planeta vem esfriando, e haverá um resfriamento global nos próximos 20 anos, as concentrações desses gases vão diminuir.

Começou com o metano e chegará a vez do CO2. Mas isso é negado na palhaçada em Copenhague, por ocasião da reunião da COP 15.

Catolicismo - O Sr. gostaria de fazer algumas considerações finais?

Prof. Molion - O homem não tem condições de mudar o clima global, mas grande capacidade de modificar/destruir seu ambiente local.

Os oceanos, juntamente com a atividade solar,
são os principais controladores do clima global.
A Terra se compõe de 71% de oceanos e 29% de continentes.

A metade desses 29% é constituída de gelo (geleiras) e areia (desertos), enquanto 7 a 8% do restante encontram-se cobertos com florestas nativas e plantadas.


O homem manipula, então, cerca de 7% da superfície global, não podendo portanto destruir o mundo.

Os oceanos, juntamente com a atividade solar, são os principais controladores do clima global.

Mas existem outros controladores externos, como aerossóis vulcânicos, e possivelmente raios cósmicos galácticos, que podem interferir na cobertura de nuvens.

Em resumo, o clima da Terra não é resultante apenas do efeito estufa ou do CO2 e sua concentração. 

 Ele é produto de tudo aquilo que ocorre no universo e interage com o nosso planeta.

Como foi dito, a conservação ambiental independe de mudanças climáticas e é necessária para a sobrevivência da humanidade.

(Fonte: 'Catolicismo', janeiro 2010)

Vídeo: Prof. Luiz Carlos Molion: não existe aquecimento global





Prof Molion critica do ponto de vista científico a encíclica do Papa Francisco

O presidente e a Amazônia

quarta-feira, 7 de novembro de 2018

Desafio é fazer cumprir o Código Florestal e garantir a gestão das áreas já atribuídas


❖ QUARTA-FEIRA, 7 DE NOVEMBRO DE 2018POSTAGEM:1428


Bolsonaro venceu em dioceses governadas por bispos amigos do PT

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Bolsonaro venceu com folga em dioceses governadas por bispos próximos do PT ou que se engajaram na campanha de Haddad


❖ SEGUNDA-FEIRA, 5 DE NOVEMBRO DE 2018POSTAGEM:1427


Telegrama do IPCO ao Presidente eleito Jair Bolsonaro

quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Telegrama do IPCO ao Presidente eleito Jair Bolsonaro


❖ QUARTA-FEIRA, 31 DE OUTUBRO DE 2018POSTAGEM:1426


Comunicado do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira

terça-feira, 23 de outubro de 2018

Comunicado do Instituto Plinio Corrêa de Oliveira.


❖ TERÇA-FEIRA, 23 DE OUTUBRO DE 2018POSTAGEM:1425


Demarcação de área indígena no Paraná

quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Documento identifica 24 mil hectares de terras em Altônia, Guaíra e Terra Roxa para criação de reserva indígena, mas que são ocupadas há anos por produtores rurais


❖ QUARTA-FEIRA, 17 DE OUTUBRO DE 2018POSTAGEM:1424


A Agricultura paulista nas mãos da Justiça

terça-feira, 16 de outubro de 2018

Os agricultores paulistas dedicam à preservação da vegetação nativa mais de 4,1 milhões de hectares.


❖ TERÇA-FEIRA, 16 DE OUTUBRO DE 2018POSTAGEM:1423


Ditadura do PT

sábado, 13 de outubro de 2018

O PT quer vencer a eleição e por fim à democracia, criar comitês externos ao Judiciário e censurar os meios de comunicação


❖ SÁBADO, 13 DE OUTUBRO DE 2018POSTAGEM:1422


Zé Dirceu: ? Nós vamos tomar o poder!

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

É questão de tempo pra gente tomar o poder. Aí nós vamos tomar o poder, que é diferente de ganhar uma eleição


❖ SEGUNDA-FEIRA, 8 DE OUTUBRO DE 2018POSTAGEM:1420


Antropólogo denuncia FUNAI: “é um órgão aparelhado para fazer do índio uma massa de manobra”

terça-feira, 25 de setembro de 2018

Antropólogo denuncia FUNAI: “é um órgão aparelhado para fazer do índio uma massa de manobra”


❖ TERÇA-FEIRA, 25 DE SETEMBRO DE 2018POSTAGEM:1419


Cercear as liberdades para “salvar o clima”?

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

Na ótica ambientalista, o que seria necessário para “salvar o planeta”? As respostas vão da banalidade demagógica ao disparate extremado.


❖ QUARTA-FEIRA, 19 DE SETEMBRO DE 2018POSTAGEM:1418


Cultivar é preciso

terça-feira, 18 de setembro de 2018

Os satélites meteorológicos revolucionaram o conhecimento do clima e a previsão do tempo. Essa evolução não para.


❖ TERÇA-FEIRA, 18 DE SETEMBRO DE 2018POSTAGEM:1417


Polícia Federal investiga ‘fábrica’ de índios na Funai

domingo, 16 de setembro de 2018

Na investigação iniciada no Paraná, a Polícia Federal já identificou mais de uma centena de irregularidades e fraudes para a emissão e obtenção de documentos, além de revelar um possível envolvimento de servidores da Fundação Nacional do índio (Funai) para facilitar o acesso dos documentos de nacionalidade brasileira aos paraguaios.


❖ DOMINGO, 16 DE SETEMBRO DE 2018POSTAGEM:1416


Liturgia esotérica

terça-feira, 4 de setembro de 2018

A nova liturgia amazônica inculturada adotará costumes tirados da bruxaria local


❖ TERÇA-FEIRA, 4 DE SETEMBRO DE 2018POSTAGEM:1415


Os únicos pecados são a catequização e a civilização 2

segunda-feira, 3 de setembro de 2018

Documento preparatório do Sínodo especial sobre a Amazônia 2


❖ SEGUNDA-FEIRA, 3 DE SETEMBRO DE 2018POSTAGEM:1414


Indios de Dourados ampliam invasões com apoio da Funai e Sesai

sábado, 1 de setembro de 2018

Com apoio da Funai e da Sesai, índios ampliam invasões


❖ SÁBADO, 1 DE SETEMBRO DE 2018POSTAGEM:1413


Cinco anos do pontificado de Francisco

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

O autor sustenta a tese de que a "mudança de paradigma" --conceito adotado pelo papa Francisco-- transmite a ideia de ruptura ou descontinuidade e, em consequência, de uma nova fisionomia da igreja e do papado, a ponto de alguns chegarem a falar de "uma nova Igreja de Francisco".


❖ QUARTA-FEIRA, 29 DE AGOSTO DE 2018POSTAGEM:1412


Igreja ecológica amazônica dispensa a Redenção

quinta-feira, 16 de agosto de 2018

Esse Sínodo visaria a “conversão pastoral e ecológica” para uma nova interpretação da religião católica que acaba dando no contrário do Antigo e do Novo Testamento.


❖ QUINTA-FEIRA, 16 DE AGOSTO DE 2018POSTAGEM:1411


Futuro da Colômbia com o Presidente Duque

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

A Colômbia se manifestou nas urnas contra essas propostas populistas de esquerda, e ao mesmo tempo elegeu o principal adversário do atual presidente Juan Manuel Santos. Ivan Duque teve pouco mais de 10 milhões de votos, contra 8 milhões de Gustavo Petro.


❖ SEGUNDA-FEIRA, 13 DE AGOSTO DE 2018POSTAGEM:1410


Igreja ecológica panamazônica enxota Jesus Cristo e endeusa o pajé

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

A jornalista holandesa Jeanne Smits ficou estarrecida quando tomou conhecimento do documento preparatório do Sínodo especial sobre a Amazônia.


❖ SEGUNDA-FEIRA, 13 DE AGOSTO DE 2018POSTAGEM:1409


Agricultura lidera a preservação ambiental

terça-feira, 31 de julho de 2018

O mundo rural brasileiro utiliza, em média, apenas a metade da superfície de seus imóveis (50,1%). A área dedicada à preservação da vegetação nativa nos imóveis rurais – registrados e mapeados no Cadastro Ambiental Rural (CAR) – representa um quarto do território nacional (25,6%).


❖ TERÇA-FEIRA, 31 DE JULHO DE 2018POSTAGEM:1408


As fábricas indígenas

segunda-feira, 30 de julho de 2018

A Polícia Federal do Paraná anunciou que estaria realizando uma investigação nas chamadas "fábricas indígenas", ou seja, nas operações que visam a vinda de índios de outros países para o Brasil, que conseguem certidão de nascimento brasileira e usufruem dos direitos reservados à comunidade indígena do país.


❖ SEGUNDA-FEIRA, 30 DE JULHO DE 2018POSTAGEM:1407


A Mudança de Paradigma do Papa Francisco

sábado, 28 de julho de 2018

”A MUDANÇA DE PARADIGMA DO PAPA FRANCISCO: Continuidade ou ruptura na missão da Igreja?“


❖ SÁBADO, 28 DE JULHO DE 2018POSTAGEM:1406


O Javaporco e a política

segunda-feira, 9 de julho de 2018

Voraz, o Javaporco não come o que destrói. Em plantações os pés de milho são cortados rente ao chão e as espigas levemente roídas, muitas intocadas, são perdidas. A destruição chega a 4, 5 hectares em apenas uma noite.


❖ SEGUNDA-FEIRA, 9 DE JULHO DE 2018POSTAGEM:1405


Projeto de governo global “verde” anticristão

segunda-feira, 2 de julho de 2018

O ecologismo em seu nascedouro se manifestou como uma nova religiosidade que eleva a natureza à categoria de divindade de tipo panteísta.


❖ SEGUNDA-FEIRA, 2 DE JULHO DE 2018POSTAGEM:1404


A máfia das demarcações de terras!

sábado, 16 de junho de 2018

Outra “máfia” foi revelada pela CPI da Funai/Incra, concluída em 2017, que descobriu como funciona o esquema por trás da reforma agrária, que é um grande e lucrativo negócio político e econômico.


❖ SÁBADO, 16 DE JUNHO DE 2018POSTAGEM:1403


Transposição do São Francisco tira 1 milhão do colapso

segunda-feira, 11 de junho de 2018

O bispo da cidade de Barra (BA), dom Luiz Flávio Cappio, trabalhou empenhadamente para que essa transposição do Rio São Francisco não acontecesse.


❖ SEGUNDA-FEIRA, 11 DE JUNHO DE 2018POSTAGEM:1402


Conferência Guerra Justa

quinta-feira, 24 de maio de 2018

Conferência “Guerra Justa: Do Império Romano ao Estado Islâmico” – 28/05/2018


❖ QUINTA-FEIRA, 24 DE MAIO DE 2018POSTAGEM:1401


Convite Ideologia de Gênero

quarta-feira, 4 de abril de 2018

A investida Internacional, cultural e sexual continua propagando a absurda Ideologia de Gênero.


❖ QUARTA-FEIRA, 4 DE ABRIL DE 2018POSTAGEM:1400


Prefeito de Guaíra desmente a FUNAI através de fotos via satélite

sexta-feira, 23 de março de 2018

Heraldo Trento Prefeito de Guaíra, usou a tecnologia Google Earth para provar que esses “índios” (na realidade, paraguaios manipulados) começaram a aportar na região muito recentemente.


❖ SEXTA-FEIRA, 23 DE MARÇO DE 2018POSTAGEM:1399