blog de
D. Bertrand
de Orleans e Bragança
Publicações
Busca
Receba um aviso a cada nova publicação.

Perfil
D. Bertrand de Orleans e Bragança

O Príncipe Dom Bertrand de Orleans e Bragança é trineto de Dom Pedro II e bisneto da Princesa Isabel, a Redentora.
É advogado formado pela Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, da USP. Coordenador e porta-voz do movimento   Paz no Campo, percorre o Brasil fazendo conferências para produtores rurais e empresários, em defesa da propriedade privada e da livre iniciativa. Alerta para os efeitos deletérios da Reforma Agrária e dos movimentos ditos sociais, que querem afastar o Brasil dos rumos benditos da Civilização Cristã, que seus antepassados tanto ajudaram a construir no País, hoje assolado por uma revolução cultural de carater socialista.

D. Bertrand responde no YouTube.
  1. Sobre Paz no Campo
  2. Sobre o MST
  3. Sobre os Quilombolas
  4. Sobre raça negra e escravatura
  5. Sobre o MST e o poder
  6. Sobre invasões do MST
  7. Sobre Reforma Agrária

Amazônia – realidades e soluções

sábado, 5 de setembro de 2020

A Amazônia precisa ser conhecida e reconhecida em sua história e complexidade em pelo menos cinco dimensões inseparáveis: as dos quadros natural, agrário, agrícola, de infraestrutura e socioeconômico.


❖ SÁBADO, 5 DE SETEMBRO DE 2020POSTAGEM:1461

Amazônia – realidades e soluções

  • Evaristo de Miranda *

Qual a situação real da Amazônia? O que o Brasil pretende fazer com a Amazônia? Essas duas perguntas precisam ser respondidas. A Amazônia é apresentada de forma fragmentada, aqui e no exterior, em função de grupos de interesse, ideologias, oportunidades, oportunismos etc. É urgente superar o paradoxo colocado em 1909 por Euclides da Cunha: “A Amazônia, ainda sob o aspecto estritamente físico, conhecemo-la aos fragmentos. Mais de um século de perseverantes pesquisas e uma inestimável literatura, de numerosas monografias, mostram-no-la sob incontáveis aspectos parcelados. […] A inteligência humana não suportaria, de improviso, o peso daquela realidade portentosa”.

Quem quer saber a real situação da Amazônia se perde num cipoal de opiniões, informações e desinformações de instituições governamentais ou não, multiplicas via redes sociais, com pouca participação regional e muitos interesses geopolíticos. É preciso unificar os conhecimentos e produzir um relatório anual completo sobre a região. Uma espécie de State of de Amazon Region, com ciência, dados, sínteses e análises dos principais temas, desafios e processos.

A Amazônia precisa ser conhecida e reconhecida em sua história e complexidade em pelo menos cinco dimensões inseparáveis: as dos quadros natural, agrário, agrícola, de infraestrutura e socioeconômico.

quadro natural inclui 50 tipos de vegetações florestais, mistas e não florestais. Desmatamento e regeneração vegetal são indicadores. O tema ainda inclui solos, riquezas minerais, recursos hídricos, energéticos etc.

No quadro agrário cabe considerar as 330 terras indígenas, as 204 unidades de conservação integral (parques nacionais, estações ecológicas…), as muitas reservas extrativistas, de desenvolvimento sustentável, áreas de proteção permanente e terras quilombolas. Além dos 2.132 assentamentos, onde foram instaladas 499.586 famílias, e da urgente regularização fundiária de posses e terras não tituladas, áreas devolutas e títulos sobrepostos.

quadro agrícola traz o rosto de 1 milhão de produtores e unidades de produção da Amazônia. Não há agropecuária mais diversificada: desde os mais simples sistemas extrativistas até as mais modernas fazendas de grãos e algodão, no norte de Mato Grosso. Quase 90% são pequenos agricultores, desde os 116.118 cadastrados em Rondônia até os de origem japonesa, campeões na produção de pimenta-do-reino, no Pará.

quadro de infraestrutura varia desde Roraima, o único Estado não interligado ao sistema elétrico nacional, até o Pará, exportador de eletricidade. A rede viária é precária e regrediu. Estradas asfaltadas até os anos 1980 perderam operacionalidade, caso da Porto Velho-Manaus. A hidrovia do Madeira cresceu e a do Tocantins não existe, mesmo com a eclusa de Tucuruí concluída. Cada Estado tem demandas muito diversas.

quadro socioeconômico apresenta os piores indicadores, salvo onde prosperou o agronegócio. Na pandemia, o Amazonas — Estado mais preservado da região — é retrato dessa tragédia social. De seus 62 municípios, apenas Manaus tinha UTIs. Faltaram caixões para enterrar os mortos. Culpa da covid ou da infraestrutura de saúde? Na Amazônia, mais de 25 milhões de brasileiros vivem em 500 e tantas cidades. Todos têm direito à alimentação, a saneamento, educação, saúde e progresso.

Tais dimensões, além das institucionais, deveriam estar num Relatório Anual da Amazônia. Oferecendo aos interessados dados idôneos, abertos, amplos. Pautando debates. Instigando contribuições efetivas. Definindo prioridades. A portentosa realidade amazônica é desafio, e não obstáculo às inteligências.

Mas também é preciso um plano de ação. Desde a Coroa portuguesa, passando pelo Império do Brasil, pelo Estado Novo e pelo regime militar, o País sempre teve planos para a região. O último foi o Programa Nossa Natureza, do governo Sarney, há 25 anos. Criou o Ibama, o monitoramento do desmatamento e uma série de leis. Desde então se amontoam iniciativas setoriais, parciais, desencontradas e conflitivas. Muitas criminalizam atividades humanas e fortalecem, na prática, os conflitos e a Amazônia Ilegal. Esse plano de Estado, estratégico, de longo prazo, deve ser definido com a população da Amazônia.

Qual o plano, nos próximos 10, 30 e 50 anos, para as áreas intocadas, as áreas de agropecuária e urbanização consolidadas e as fronteiras de expansão? Quais são os grandes objetivos e metas? Como o plano deve ser comunicado, a brasileiros e estrangeiros, para provocar discussões pertinentes e produtivas? Como Estados, setor privado, países e instituições internacionais poderiam contribuir?

Dezenas de universidades e centros de pesquisa da Amazônia têm dados e estudos sobre a realidade e sua dinâmica. O Conselho da Amazônia, coordenado pelo vice-presidente Hamilton Mourão, pode ser o locus da produção anual do relatório e um núcleo de cristalização do plano para o futuro.

E é bem disso que se trata: o futuro fica em cima do futuro, e não embaixo do passado!

___________

* Doutor em Ecologia, é pesquisador da Embrapa Territorial.

Fonte: “O Estado de S. Paulo”, 22-8-20 – Caderno A2 – Espaço Aberto


As queimadas no Brasil

sexta-feira, 4 de setembro de 2020

No Brasil não houve aumento nas queimadas com relação ao ano passado


❖ SEXTA-FEIRA, 4 DE SETEMBRO DE 2020POSTAGEM:1460


Amazônia destruída ou preservada? A verdade sobre a Floresta

domingo, 26 de julho de 2020

Amazônia destruída ou preservada? A verdade sobre a Floresta


❖ DOMINGO, 26 DE JULHO DE 2020POSTAGEM:1459


Coronavírus Mitos e Verdades

sábado, 20 de junho de 2020

O ano 2020 evidenciou que o coronavírus foi realmente um “negócio da China”, não apenas para o governo chinês.


❖ SÁBADO, 20 DE JUNHO DE 2020POSTAGEM:1458


Corona vírus: Negócio da China...

terça-feira, 21 de abril de 2020

À medida que a arrogância de Pequim atinge níveis surreais, o Ocidente começa a se questionar se não seguiu o caminho errado. «A China infecta-nos, compra-nos e agradecemos-lhe», sintetizou a situação Massimo Cacciari.


❖ TERÇA-FEIRA, 21 DE ABRIL DE 2020POSTAGEM:1457


COVID-19

domingo, 5 de abril de 2020

Veja as informações mais recentes do MS sobre o COVID-19


❖ DOMINGO, 5 DE ABRIL DE 2020POSTAGEM:1456


Esqueçam Greta e ouçam os índios.

quarta-feira, 11 de março de 2020

Esqueçam Greta e ouçam os índios. Ambientalistas do mundo inteiro, acordem! Prestem atenção na realidade tal qual ela é, e deixem de sustentar mitos e mentiras.


❖ QUARTA-FEIRA, 11 DE MARÇO DE 2020POSTAGEM:1455


Príncipe Dom Bertrand sem meias palavras: Lula livre, Ideologia de gênero e muito mais

domingo, 8 de março de 2020

Príncipe Dom Bertrand sem meias palavras: Lula livre, Ideologia de gênero e muito mais


❖ DOMINGO, 8 DE MARÇO DE 2020POSTAGEM:1454


Convite: Conferência Um Balanço sobre o Sínodo da Amazônia

terça-feira, 12 de novembro de 2019

Com o Concílio Vaticano II e o surgimento da chamada Teologia da Libertação (TL), o progressismo dentro da Igreja tomou nova força e novos contornos.


❖ TERÇA-FEIRA, 12 DE NOVEMBRO DE 2019POSTAGEM:1453


Bolsonaro sanciona lei que dá direito a posse de arma em área rural

quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Ao reassumir a Presidência da República, Jair Bolsonaro sancionou, na tarde desta terça-feira (17/9), durante uma solenidade no Palácio da Alvorada, o Projeto de Lei nº 3.715/19,que prevê a posse de arma em toda a extensão de uma propriedade rural.


❖ QUARTA-FEIRA, 18 DE SETEMBRO DE 2019POSTAGEM:1452


Cruzada de oração e jejum pelo Sínodo na Amazônia

terça-feira, 17 de setembro de 2019

Cardeal Burke e Dom Athanasius propõem uma cruzada de oração e jejum pelo Sínodo na Amazônia.Cardeal Burke e Dom Athanasius propõem uma cruzada de oração e jejum pelo Sínodo na Amazônia.


❖ TERÇA-FEIRA, 17 DE SETEMBRO DE 2019POSTAGEM:1451


A preservação da Amazônia

segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Os grandes poluidores somem de cena e surge o Brasil como culpado pelos males ambientais


❖ SEGUNDA-FEIRA, 19 DE AGOSTO DE 2019POSTAGEM:1450


Conferência do Deputado Eduardo Bolsonaro

sábado, 4 de maio de 2019

A conferência do Deputado Eduardo Bolsonaro está confirmada para o dia 09 de maio. Atendendo a um pedido do deputado, tivemos que ANTECIPAR O INÍCIO PARA 18:00 HORAS.


❖ SÁBADO, 4 DE MAIO DE 2019POSTAGEM:1449


Contra a bioadversidade

sexta-feira, 3 de maio de 2019

Nas áreas rurais, nas periferias urbanas e na produção agropecuária, os brasileiros enfrentam uma dura e cotidiana batalha contra a bioadversidade.


❖ SEXTA-FEIRA, 3 DE MAIO DE 2019POSTAGEM:1448


Bolsonaro ao lado de indígenas

segunda-feira, 22 de abril de 2019

Bolsonaro ressaltou que, se as comunidades indígenas quiserem, devem ter liberdade para produzir e obter recursos minerais no território.


❖ SEGUNDA-FEIRA, 22 DE ABRIL DE 2019POSTAGEM:1447


MPF não respeita a propriedade

terça-feira, 19 de março de 2019

Justiça nega pedido de proprietários rurais para impugnar demarcação de terra indígena. MPF defende direito preexistente dos índios sobre terras que tradicionalmente ocupam e que prevalece sobre o título de posse


❖ TERÇA-FEIRA, 19 DE MARÇO DE 2019POSTAGEM:1446


Nos bastidores, sem demarcação

segunda-feira, 18 de março de 2019

“Pelo que entendi do governo não haverá mais demarcações no Paraná”, diz Sérgio Souza


❖ SEGUNDA-FEIRA, 18 DE MARÇO DE 2019POSTAGEM:1445


MST: atuação ilegal e doutrinação de crianças

sábado, 16 de fevereiro de 2019

A imprensa informa que Luiz Antonio Nabhan Garcia [foto abaixo], Secretário Especial de Assuntos Fundiários do governo Bolsonaro, pretende fechar escolas dirigidas pelo MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem terra) por evidente doutrinação ideológica feita nos locais.


❖ SÁBADO, 16 DE FEVEREIRO DE 2019POSTAGEM:1444


O Sínodo sobre a Amazônia e a soberania nacional

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

Acabou acontecendo. Sendo o Brasil um Estado que se declara laico, está agora envolvo num turbilhão internacional de fundo religioso que poderá custar sua soberania sobre a Amazônia.


❖ QUARTA-FEIRA, 13 DE FEVEREIRO DE 2019POSTAGEM:1443


Legislação trabalhista no campo é inadequada

quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Legislação trabalhista no campo é inadequada


❖ QUINTA-FEIRA, 31 DE JANEIRO DE 2019POSTAGEM:1442